1501 Botticelli Cabernet Sauvignon 2006


Jornais anunciam o novo vinho do Vale do São Francisco, o 1501 Botticelli. Preço: R$ 40,00. Penso com os meus botões: “Quarenta reais num Botticelli? Nem morto!” E fecho a página. Um belo dia, estou fazendo compras no Recife Mercantil e encontro o 1501 com preço um pouco inferior àquele informado no jornal. Mesmo assim fico reticente. Encaro ou não esse que dizem ser o melhor dos Botticellis? Decido encarar. E valeu a pena! Finalmente um Botticelli decente, finalmente um Botticelli que pode ser chamado de vinho.
Não é espetacular, mas é certinho, tem boa presença de frutas e personalidade no paladar. De negativo, só a acidez um pouco elevada. Mas nada que comprometa este que é, sem dúvida, o melhor vinho Botticelli. Na verdade, por enquanto, o único.

Onde comprar: Recife Mercantil (81 2122-0800)
Quanto custa: cerca de R$ 30,00
Classificação: bom

6 comentários:

Vinho para Todos disse...

Prezado Confrade, fico feliz em ler seu comentário, porque as experiências com a Botticelli não foram boas. Cheguei a postar um comentário sobre o CS 2006, que não me agradou:

http://vinhoparatodos.blogspot.com/2007/09/botticelli-cabernet-sauvignon-2006.html

Abraço!

Avaliador de Vinhos disse...

Confrade:

Excetuando-se o 1501, as minhas experiências com os vinhos Botticelli também não foram nada boas.

Espero que, a partir deste vinho, os enólogos da Botticelli tomem jeito!

Saúde!

Eduardo Ferreira - RM Express disse...

Realmente me assustei ao ver uma avaliação de Botticelli aqui! Mas que bom que eles evoluiram, se é que podemos analisar dessa forma. Vou prová-lo qualquer hora dessas.

Parabéns pelo blog !

Avaliador de Vinhos disse...

Obrigado pela participação, Eduardo.

E que o Mercantil continue vendendo bons vinhos a um preço justo!

Saúde e paz!

Ricardo Almeida disse...

Prezado Avaliador:

NÃo conhecia seu Blog até esta data, que me foi enviada por um amigo que achou por acaso este seu comnetario sobre nosso vinho 1501 e julgou corretamente que eu teria interesse.
Sobre o 1501 não quero acrescentar detalhes, até por que em minha posição minhas opiniões sempre ficariam sob suspeita.
Mas acredito que o "Avaliador" errou ao postar comentários tipo "espero que os enologos da Botticelli Tomem jeito" e " Finalmente um Botticelli que pode ser chamado de vinho" isto demonstra um certo preconceito e desconhecimento de quem somos nós e principalmente qual proposta de nossos vinhos. Como informação além do 1501 que o "Avaliador" classificou como unico VINHO da Botticelli, citarei alguns concursos em ordem cronologica para exemplificar , o nosso Cabernet Sauvignon ( o Baratinho de R$ 9,99 ) em 1989 foi considerado o melhor tinto nacional em 1994 ganhou medalha de ouro em conc. Na Dinamarca. O Chenin Blanc já por duas vezes( 2003, 2005) considerado o melhor Branco seco não aromatico nacional pela ABE(Associação Brasileira de Enologia) o Moscato Seco ( 2005) também 'so que em categoria de Braco Seco Aromático também temos o Tannat com medalha de Prata Grand Hyatt Wine Awards. Entre outros concursos ou provas nacionais ou internacionais temos sempre um bom destaque. Ainda acrescento para o conhecimeto dos que frequentam o "AVALIADOR" que nosso enólogo Residente chama-se Ineldo Tedesco e sem dúvida trata-se do melhor enologo do VALE tanto por competencia como por conhecer a evolução de cada uva durante os últimos 25 anos.

Ao meu ver o fato de A Botticelli ter 25 anos elaborando vinhos finos no vale do são francisco com o conceito de VINHOS HONESTOS leva a muitos consumidores ou "Avaliadores" ao erro . Nós acreditamos que o que faz um bom vinho é uma grande uva e não um GRANDE PREÇO.

Deixo desde já um convite a degustar nossos demais vinhos e desejo muito sucesso em seu Bolg.

Ricardo Almeida
Produtor
81 32521222

AVALIADOR DE VINHOS disse...

Olá, Ricardo!

Desculpe-me se eu o magoei, mas minhas avaliações são muito honestas.

Observe que eu elogiei o 1501 - e não poderia ser diferente, pois se trata de um bom vinho.

Eu também gosto do espumante brut Botticelli e o moscatel é correto.

Mas os outros que provei, com toda a sinceridade, não me agradaram.

Há pouco, por exemplo, tomei um Ruby Cabernet cuja garrafa não consegui terminar.

Eu sou pernambucano, caro Ricardo, e torço bastante pela vitivinicultura do Vale do São Francisco.

No entanto, apesar de ser um entusiasta dos vinhos do Vale, não fecho os olhos para os equívocos.

Enfim, a Botticelli, se quiser atingir os consumidores mais exigentes, terá que melhorar seus vinhos, como o fez com o 1501.

Com o que está HOJE nas gôndolas dos supermercados, ela infelizmente só pode fazer sucesso entre principiantes - e bote principiante nisso!

Cordialmente,

Avaliador "amador" de vinhos, porém muito sincero